O Aviso

Minha cunhada estava entrando no último mês de gravidez e viajou com minha sogra para o interior de Minas Gerais.

Fizeram uma parada no caminho e ao verem uma capela de Nossa Senhora Aparecida se dirigiram para lá para orar. O lugar era ermo, destas capelinhas de beira de estrada com uma bica.

Passados alguns minutos, das beiradas do altar da Santa começaram a subir espirais de fumaça branca que depois foram sendo puxadas de volta, desaparecendo como se tragadas pelo próprio altar. Elas ficaram assustadas e resolveram ir embora.

Em casa todos concordaram que devia ser alguma espécie de aviso.

O fato é que minha cunhada perdeu o bebê no momento do parto.