Lendas Sobre o Prédio de Cibele Dorsa

Cibele Dorsa foi uma linda e competente atriz que morreu dia 26 de abril de 2011. Ela se suicidou do sétimo andar do apartamento onde morava, no bairro Morumbi, em São Paulo. Este fato fez reaparecerem algumas lendas sobre aquele local que já estavam esquecidas. Sem falar que, em 30 de janeiro de 2011, o noivo de Cibele se suicidou da mesma maneira.

Reza a lenda que depois do suicídio do amado, esta atriz passou a falar com o seu espírito e a ter sonhos com ele. Nestas aparições, o noivo sempre pedia perdão para ela e demonstrava que estava sofrendo muito em outra dimensão. Então, Cibele escreveu sobre estes acontecimentos em seu livro intitulado Cinco da Manhã. Outro fato misterioso é que na época do seu próprio suicídio Cibele Dorsa estava atuando numa peça de teatro intitulada As Princesas do Castelo Encantado, onde interpretava A Bela Adormecida.

Após a morte trágica desta atriz chegou à mídia uma Lenda Urbana contando que no século dezenove, no local onde fica o prédio onde Cibele e seu noivo se suicidaram, morava um fazendeiro chamado José. Um dia, a esposa e os filhos abandonaram este pobre fazendeiro. Assim, o moço entrou em depressão e suicidou-se enforcado. Durante anos naquela região, existiu a lenda de que aquelas terras eram amaldiçoadas e que nelas aparecia o fantasma de um homem enforcado. Durante a construção do prédio apareceu a lenda de que alguns pedreiros viram o espírito de um homem enforcado e que após isto sentiram uma forte depressão e vontade de morrer. Depois surgiram causos de que antes da atriz morar naquele edifício, vários moradores viram o fantasma de um moço enforcado.
Até hoje não se sabe se, realmente, estas lendas são verdadeiras. Porém estes causos são, verdadeiramente, misteriosos e curiosos.

Luciana do Rocio Mallon